terça-feira, 30 de agosto de 2011

Custa tanto ser feliz...

[...] e eu procurava um texto sábio para um contraponto, e me via repetindo os versos de um homem que conheci lúcido-louco: 'ames ou não ó minha amada / quero-te sempre boa atriz / mentir amor não custa nada / e custa tanto ser feliz.'

HILST, Hilda. Tu não te moves de ti. São Paulo: Globo, 2004. p. 41.

6 comentários:

  1. Amei o pequeno texto... e pra mim não custa muito ser feliz... Bjs e boa semana!!♥

    ResponderExcluir
  2. No fim das contas percebemos que nós é que não queríamos pagar o preço das coisas simples e sermos felizes da forma mais genuína, buscando a felicidade em coisas vãs e passageiras... custa abrirmos os olhos, os ouvidos e o coraçao e aí, ganhamos na loteria da felicidade ;D

    beijocasss :**

    ResponderExcluir
  3. Estava navegando pela net e tive a felicidade de encontrar o seu blog!!!

    Convido você a dar uma passadinha no meu: http://docesonhodemenina.blogspot.com/

    Ah, como amei seu blog, tenho um selinho para você: http://1.bp.blogspot.com/-68Bb05pFul4/Te1BfsqvBeI/AAAAAAAAATM/JPCRr0Mj7R0/s1600/dsm-selinho.jpg

    Mil Sweetkisses!!!

    ResponderExcluir
  4. Na verdade temos medo de sermos felizes, não sei porque, deveria ser ao contrário.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Sou feliz, o que me custa tanto é estar feliz! rsrsr gostei do texto!

    bjs
    paz e bem
    www.preteritosmatinais.blogspot.com

    ResponderExcluir

Cuidado leitor, ao voltar a página! Aqui dissipa-se o mundo visionário e platônico!