quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Ler para quê, seu moço?

“Mas, senhores, os que madrugam no ler, convêm madrugarem também no pensar. Vulgar é o ler, raro o refletir. O saber não está na ciência alheia, que se absorve, mas, principalmente, nas ideias próprias, que se geram dos conhecimentos absorvidos, mediante a transmutação, por que passam, no espírito que os assimila. Um sabedor não é armário de sabedoria armazenada, mas transformador reflexivo de aquisições digeridas.”

Rui Barbosa

2 comentários:

  1. Muito lindo o seu blog, amei, nunca tinha passado por aqui, se quiser conhecer meu cantinho, agora ta ocorrendo o 3 cantinho de sonhos, é um momento onde dou a oportunidade de publicar textos de outras pessoas, aqui esta:
    http://asoonhadora.blogspot.com.br/2012/11/cantinho-de-sonhos-3-uma-pitada-do-ceu.html#comment-form
    Deus abençoe

    ResponderExcluir
  2. Seguindo!

    http://www.crueocozido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Cuidado leitor, ao voltar a página! Aqui dissipa-se o mundo visionário e platônico!